Total de visualizações de página

segunda-feira, 21 de março de 2016

Mas, se houver alguma novidade, é possível que eu apareça por aqui, na próxima semana.

Minha vida, como de costume, continua confusa.  Meu futuro, como sempre, incerto.

Primeiro, na roça, apareceu uma cachorrinha de estimação, pra eu tomar conta, o que achei um saco, pelo fato de atrapalhar minha solidão.  O problema foi superado quando a cadela fugiu.
Depois, vacas, abelhas e demais insetos, a me perturbar.  As abelhas não têm mais me incomodado; os insetos, incomodam, mas não tanto como incomodavam.  As vacas ainda me dão problema; não obstante , estou me acostumando com elas(e elas comigo), mesmo achando mais saudável o campo sem elas(rs).
Bom lembrar, que de todo aborrecimento que o gado me dá, ainda prefiro vacas do que seres humanos(rs).
O cunhado do marido da minha prima continua me incomodando(um dia ainda conto sobre isso). O pedreiro, felizmente, há uns dois meses não trabalha na fazenda, mas , infelizmente, pode voltar em breve a trabalhar...  E, agora, não estou nada satisfeito com o marido da minha prima, que pode se dizer é meu chefe.

É isso mesmo: não é que eu não goste das pessoas, mas não me dou bem com gente... Uns dizem: quanto mais convivo com as pessoas, mais gosto de animais.  Quanto a mim, quanto mais convivo com as pessoas, menos gosto delas, e até mesmo, o animal que mais gosto, o simpático papagaio, tem defeito: grita demais!

E evolui, de uns anos pra cá, já que antigamente eu não gostava de ricos e curtia os pobres. Hoje, odeio tanto os ricos, como os pobres, e a classe média também, claro.

Passei a ter raiva mesmo de pobre, ao começar a morar sozinho, há sete anos atrás, em bairros pobres, distantes do centro.  Pobre é mais problemático e bem mais barulhento do que o rico, além de ser bem mais feio e esquisito.  Claro que em todas as classes, há exceções.  Eu próprio , sou um pobre bem educado, discreto e honesto, e conheço, em todas as classes, gente mais honesta, e educada do que eu.  Não obstante, esta pequeníssima parcela de gente boa, também não quer saber de mim(rs).
Ninguém me ama, ninguém me quer(rs).

Porém, creio que não preciso de amor, como John Lennon disse em "All You Need is Love".  Não preciso de amor, de afeto, de carinho, mas preciso de respeito, silêncio, sossego e paz.  Dinheiro? Mais tarde respondo(rs).

3 comentários:

  1. "Não preciso de amor, de afeto, de carinho, mas preciso de respeito, silêncio, sossego e paz. Dinheiro? Mais tarde respondo(rs)."

    Respeito é sinal de bem querer, de amor.

    Se as pessoas se respeitassem o mundo seria diferente, para melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato.
      Vc não quer se identificar, Anonymus?rs
      Obrigado!

      Excluir
  2. Isso mesmo, Anonymus.
    Grato pelo comentário.

    ResponderExcluir