Total de visualizações de página

terça-feira, 25 de julho de 2017

O bem que a música/rock me faz(2)

Há pouco, baixei e gravei o vigésimo cd em mp3.

Cada cd me custou 1,50.  Portanto, gastei 30 reais.
Mas, valeu à pena.  Atualmente, tenho 7,93 na poupança(hoje, saquei mais 5 reais).rs

O prazer em baixar e gravar discos, depois de dois anos sem fazer tal coisa, foi grande.
Baixei uns discos , que eu não conhecia(alguns até de conjuntos que eu nunca havia ouvido falar), alguns da minha coleção de 1.238, que vendi há três anos e a maioria foi de discos gravados em fita cassete.  A gravação em cds de mp3 é bem melhor do que as gravadas em fitas, nem se compara.
O prazer de voltar a escutar, depois de anos, discos que eu não mais possuía e de conhecer bandas desconhecidas, foi enorme!
E, entre os discos, há o novo do Roger Waters, ex-Pink Floyd.
Música/rock é minha maior paixão, sem dúvida!
Infelizmente, vou ter que parar por aqui, devido falta de grana.

E hoje faz 2 anos em que moro na roça.  13 meses na fazenda anterior e 11 meses nesta.
E, acreditem se quiserem, a minha ex-patroa(da outra fazenda) apareceu aqui, na biblioteca, para doar livros.  Não tenho certeza, mas acredito que ela me viu.
Ótimo não haver cumprimentos/saudações.  Justamente, quando se completa dois anos em que moro na roça.  Que ironia!

Wilson Simonal gravou uma música chamada "A Vida É Só Pra Cantar".
É, parece que pra mim, a vida é só adquirir e escutar rock.
Podendo se dizer que foi a única coisa que permaneceu em minha existência.
Mas, escutar o dia inteiro é cansativo.  Das 24 horas do dia, escuto de 4 a 6 horas.

No entanto, é sério, eu ainda a quero.
Dizem que ela é descanso.  Porém, poucos concordam com isto, a proclamar que "se a morte for descanso, prefiro viver cansado".
Preciso de descanso.   A vida me cansa.  Estou cansado de viver, apesar da música/rock.
E que a sorte continue do meu lado, até o dia do meu descanso.
Mas , e se a morte não for descanso?

Diante do cadáver de Madeline Usher, seu namorado Philip Winthro disse:
"Pelo menos, agora, ela encontrará paz".
Eis o comentário do seu irmão, Roderick Usher: "Será?"
Philip Wunthrop: "Poxa, seus horrores não terminam nunca?!"
Roderick Usher:  "Nunca haverá paz para os Usher!"
A paz seria uma quimera?

segunda-feira, 24 de julho de 2017

O bem que a música/rock me faz(1)

Ano passado, ao tomar conhecimento que numa papelaria da cidade interiorana, havia como gravar discos em mp3, solicitei a gravação de um cd com dois álbuns do grupo Bad Company.
O proprietário da loja, mostrando os discos baixados, disse que foram rejeitados, quando estavam para serem gravados no "Nero".  Pelo que entendi, a rejeição foi pelo anti-vírus.

Há uns meses, ao ficar sabendo que o grupo alemão Birth Control , lançou um novo álbum , em 2016, insisti, solicitando ao proprietária da papelaria a gravação do disco.
Felizmente, desta vez, deu certo.  O disco ficou bem gravado.  Paguei 3 reais pelo cd e 0,50 pelo xérox da capa(em preto e branco).

O álbum do Birth Control, "Here and Now", foi criado à partir de gravações da banda, no período de 2011 a 2013.
O líder da banda, Bernd Noske, um ótimo cantor e baterista, morreu em 2014.
O disco é muito bom!!!

Empolgado, aproveitando que ainda tinha uma mixaria na caderneta de poupança, remanescente da ajuda financeira que a viúva do meu tio materno me dava e dos trocados que ganhei na outra fazenda, solicitei gravações de 8 cds, sendo que a maioria dos álbuns é de discos que tenho gravados em fita cassete(meu velho toca-fita pifou de vez).  O proprietário da papelaria só conseguiu gravar 3 discos, e devido ter me entendido mal, não gravou como eu queria.  Ele me parece um sujeito honesto e é muito gentil; aparenta, igualmente, ter boa vontade em fazer as coisas.  Deu muito trabalho para ele tentar gravar os discos.  A "novela" durou um mês e o resultado não foi satisfatório para mim.  Outra vez, o anti-vírus rejeitou os discos...

Aí, me veio na cabeça se seria possível gravar discos em mp3 na biblioteca.
É possível.  Até agora, já gravei 19 .  Pretendo parar de gravar, pois só tenho 12,86 na conta de poupança, e não pretendo, claro, usar o dinheiro do primo para isto.
Até cientifiquei a ele, temendo que alguém me visse na papelaria , o contasse e o mesmo pensasse que tenho gastado seu dinheiro com cds.
Aparentemente, ele compreendeu, falando até que não teria problemas se eu usasse seu dinheiro para tal fim.

De qualquer forma, acho melhor parar, até mesmo pelo trabalho que dá.
Afinal, só uso a biblioteca em dois dias semanais. Bem diferente quando eu tinha minha internet diária...  Desde semana passada, tenho ficado só por conta de baixar e gravar discos, na biblioteca.  E olha que ainda não anotei o nome das músicas e dos músicos...

... continua

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Desejaria que você estivesse aqui(gigolô de pais)2

Desejaria que você estivesse aqui(Gigolô de pais)

Meu pai dizia ter vergonha de mim.
Afinal, de tão burro que sou, só falto comer capim(rs).

Ele também me chamava de cria ruim.
É, parece que ele não gostava de mim(rs).

Realmente, seu filho é um super desajustado, vivendo
num planeta bem mal ajustado.
Na verdade, sempre viveu no mundo da lua, num mundo
só seu, mas a culpa não é sua, pai, o culpado sou eu.

Desejaria que você estivesse aqui;
aí eu pediria: ei, pai, me dá um dinheiro aí!
Estou falido... nem sei como sobrevivi.
Você sempre foi durão, mas mole de coração.
Uma esmolinha, por favor, para seu filho bobão,
que nunca conheceu o amor...

Ah, como eu gostaria que você estivesse aqui,
minha progenitora, mais uma mulher do mundo,
mãe protetora, que pariu um eterno vagabundo.

Observação:  Apesar de eu ter dependido, grande parte da minha vida, dos meus pais, à partir
                     dos 17 anos, idade em que comecei a trabalhar, não mais pedi dinheiro a eles;
                     embora eles terem me ajudado, financeiramente, algumas vezes.

Desejaria que você estivesse aqui(Gigolô de pais)1

Desejaria que Você Estivesse Aqui

E você se foi antes de mim.
Nunca havia sofrido tanto assim!
Com sua partida, pensei que minha vida,
rapidamente, chegaria ao fim.

E já se foram nove anos.
Continuo a viver sem planos, a
colecionar desenganos.

"Perdido num mundo perdido"; sem um tostão
no bolso, falido, sobrevivendo a contragosto; em
mim, só existe desgosto.
Vivendo de favor, por um primo rico sendo sustentado;
totalmente sem amor, sigo meu caminho , contrariado.

De consolo, há os que me são solidários; mas sou um
proletário digno de dó; outro consolo é passar grande
parte dos meus dias só.

E chegou a velhice, e o mundo cheio de mesmice...

Você muito temia que com a sua morte, eu seria abandonado
pela sorte; você previa que com as minhas próprias pernas,
eu não conseguiria sobreviver.  Acertou!  Hoje, um pária, dependente
da caridade alheia eu sou, com vontade de morrer.

Ah, como eu gostaria que você estivesse aqui, pra cuidar deste menino
velho, de 61 anos, pra amenizar meus danos, pra me sustentar, pra
matar minha fome...

Meu coração faminto, só precisa de poucas coisas materiais;
sou como muito dos animais.
Comer, beber, ouvir rock, na net navegar; transando com
algumas mulheres, no ato de masturbar; sem de ninguém depender,
a não ser de você.  Creio não precisar de alguém para amar.

Por isto, desejaria que você estivesse aqui.  Ah, você como mãe,
deve me amar, mas com todo meu interesse financeiro, continuaria
a de mim gostar?

Seu filho é um animal, um menino que nunca cresceu, que gostaria
de ter suas costas largas novamente. 
Será que seu filho está louco?  Da alma, da mente, está doente?

... continua...


segunda-feira, 10 de julho de 2017

Tem gosto pra tudo

As duas atendentes e a faxineira da biblioteca têm me tratado muito bem. Uma das atendentes e a faxineira sentiram minha falta, com o meu pequeno sumiço.

Parece que elas gostam de mim.
Incrível, tem gosto pra tudo, não?rs
E se elas me conhecessem melhor? Continuariam gostando da minha humilde e infame pessoa?rs

Andou fazendo muito frio por aqui... Hoje, a temperatura ficou mais amena.

E o velho e magrelo Verden não tem mais nada pra dizer, por hoje.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Herança Maldita

Herança(Justin Sullivan)

Mãe, pai, estou indo ok,
no outro lado do país, tão distante.
Penso que sei as coisas que vocês
querem me escutar dizer;
Algumas vezes, tais coisas são tão duras!

Mãe, pai, eu sou seu filho.
Bem abaixo para a longa face magra e pontuda
e com esta confusa  língua distorcida.
E agora acho que estou fazendo todas as coisas
que vocês fizeram.
Algumas vezes, tais coisas são duras!

Então, agradeço a vocês, ou lhes amaldiçoo?
Esses traços estendidos antes de mim,
o que vocês deixaram para trás.
O que eu quero, o que eu sinto, é de vocês,
não meus!

Mãe, pai, todas aquelas batalhas que temos tido
e os longos e longos silêncios, que permaneceram entre,
Por favor, não tentem me dizer que tudo aquilo foi em vão.
Algumas vezes, tais coisas são duras!

Nós vivemos para nos casar.
Nas filas, nos profundos olhos em conjunto
Nos mais finos vestidos formais
sim, e adequados ternos e gravatas, como
uma família de monstros.

Então, eu agradeço a vocês ou lhes
amaldiçoo?

      x____________x

Mais uma letra de uma música de rock, que muito tem a ver comigo.
É comum todos se enquadrarem no sistema.
De adolescentes rebeldes, nos tornamos pais conservadores, como nossos pais.

Eu não me enquadrei no sistema, e deu no que deu: sem condições de me auto-sustentar, dependo de um primo, um primo bem rico, católico, conservador, capitalista ao extremo.

Sinceramente, não me arrependo de não ter me enquadrado no sistema, mas o preço que tenho pago, está sendo caro demais; duro, como diz Justin Sullivan.

Tudo que tenho passado, principalmente, nestes últimos (terríveis) três anos, o fantasma da fome, da falta de moradia, a dependência financeira e, de quebra, a velhice, a magreza, só aumenta a minha revolta.
Com isto, como a letra da música acima, tenho amaldiçoado meus pais, tão capitalistas e burgueses, conservadores, até mesmo opressores, como os outros pais, deste nefando planeta.
Forte dizer tal coisa, não?  Talvez, talvez , ainda exista a ambiguidade, como na letra da música: amar ou amaldiçoar nossos pais?

Uma coisa é certa: detesto a herança que eles deixaram pra mim.
Mãe, pai, tenho 61 anos, e vejam a que ponto cheguei!
Cadê vocês?  Cadê o Sr Destino , que não toma uma providência?
Mãe, pai, Sr Destino, sou , realmente, um caso perdido, não tenho conserto!

segunda-feira, 19 de junho de 2017

E a tristeza...

A Tristeza Corre Profundamente

Eu tenho o sonho na palma da minha mão.
Mas, se eu cair da corda bamba, em qual lado aterrizo?

Insegurança e liberdade; é um caminho estreito.
Não sei o que ela quer agora, porque eu tenho esquecido como rir.

Pensamentos assustadores, se espalham em minha mente.
Traição e miséria; coisas que foram ditas, profundamente
frustrante.
Dentro de mim, a tristeza corre profundamente.

A única libertação da tortura chega quando estou adormecido.
Todos estes sentimentos estão presos profundamente...
Para você é uma piada, agora que não tenho lugar pra me esconder.

Envie alguém para me ajudar.
Eu estou solitário e amedrontado.
Eu iria acumular ...
minhas emoções estão descobertas.
Meus pontos fracos foram notados,
colocados fora para o uso futuro.
Ela diz que me ama, mas endurece
a mordaça.(Composta por Dave Brock; traduzida por Roderick Verden)