Total de visualizações de página

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

O tempo não passa

O Tempo Não Passa(Roderick Verden)

O tempo não passa;a vida fica cada vez mais sem graça.
Tenho vontade de aumentar as doses de cachaça, mas meu bolso permanece vazio;  continuo triste, revoltado e arredio.

O tempo não corre; com isso, minha pessoa não morre, literalmente falando, apesar de eu já estar vegetando.

O tempo não é meu amigo, pois ele é muito lento.  Fazê-lo passar, eu tento, mas ele é teimoso; e eu lamento!

Ô tempo, por que você não passa?  Só pode estar fazendo pirraça!
A vida é uma farsa!

O tempo, num mundo capitalista, onde ter posses é a maior conquista.
O Deus é o capitalismo, num mundo repleto de cinismo; eu, como sempre, à beira do abismo.

Prazeres fúteis , desejos inúteis ; toda alegria é fugaz; definitivamente, não encontro paz.

Enquanto a maioria das pessoas não quer o tempo a passar, na contra-mão quero que ele corra, para a minha vida finalmente terminar, para que eu morra!

Morto já estou há muito tempo; tempo que não passa, e eu, sem nada achar graça, falo ao vento.


O tempo nublado, a depressão sazonal, e uma vontade de desaparecer sem igual.

Não quero matar o tempo.  Quero que o tempo me mate; me mate depressa, viver não mais me interessa.

"Se eu fosse corajoso, já teria suicidado, mas já esperei tanto tempo, que, agora, espero que o tempo me suicide"(Jorge Luis Borges).

Nenhum comentário:

Postar um comentário